Editorial

 editorial-simone-calenzani

Fim de ano… já?

Chegamos a mais um final de ano e nem parece que 2014 já chegou ao fi m. Foi tudo tão rápido, parece mais um vídeo acelerado, mostrando nosso dia-dia, tipo: acordar, trabalhar, voltar para casa, dormir, acordar….
Se pararmos para pensar, isso se repetiu aceleradamente durante todo o ano e nem sentimos o mesmo passar. Não temos mais tempo para colocar a nossa “respiração” em dia, não paramos para ver o pôr do sol, não sentamos em frente das nossas casas para ver as crianças brincar, não ficamos mais sem fazer nada, apenas vendo o tempo passar. Isso tudo virou “loucura”.
Todo final de ano, vejo pessoas que, como eu, fazem promessas que no ano seguinte  tudo será diferente. Pensamos nos sonhos, nos projetos, na família, no trabalho, etc… mas quando nos damos conta, já chegou novamente o fim do ano, e quase tudo o que foi prometido, ficará  novamente para o ano seguinte.
Na realidade, perdemos o controle do tempo e de nós mesmos. Estamos vivendo um dia  após o outro, sem nos darmos conta do que esta acontecendo. Não paramos mais para pensar, para amar, para refletir sobre a vida e se estamos felizes com o que estamos vivendo. As relações já começam terminando e o mundo esta servindo apenas para nos abrigar.
Não quero aqui colocar mais uma reflexão de fim de ano, mas dizer que, se não dermos valor ao que realmente merece, passaremos por essa vida sem tê-la vivido.
Vamos mudar isso! O domínio de nossas vidas está em nossas mãos, basta termos fé que tudo será transformado.
Que o ano de 2015, passe suavemente e que as coisas mais importantes e que mais valem a pena, possam ser vividas por cada um de nós.
Feliz 2015!