Então, é Natal!

Finda-se o ano e começa os preparativos para as festas. Prepara-se a ceia, compra-se presentes, decora-se as casas. Mas esquecemos do verdadeiro significado natalino.
O Natal deveria ser para comemorar o nascimento do nosso Salvador, Jesus Cristo. Mas os anos passaram-se e o sentido do Natal se perdeu. Hoje, transformou-se em uma grandeoportunidade do comércio dobrar suas vendas atraindo seus clientes para idolatria do lucro e para a gastança.
O que é natal para você? O que significa desejar Feliz Natal? Uma volta de Jesus ao mundo, às famílias? Você desejaria paz,alegria, vida nova, ou muitos presentes?
No passado, Papai Noel era sempre relacionado ao Menino Jesus. Nos dias atuais, infelizmente andam separados.
Papai Noel transformou-se num “ Velho propaganda” comercial do consumismo. Este Papai Noel moderno só pensa numa coisa e só trabalha por uma causa: vender, vender e vender. E como hoje ele não tem dinheiro, só traz presentes para crianças de pais ricos.
Para as crianças pobres costuma levar só brinquedos usados. Alheio ao sofrimento dos outros, nunca é visto chorando, mas sempre sorridente. Não gosta muito de caminhar pelas favelas,(a não ser por este ou aquele ser “caridoso” que pensa que pobre só come no Natal e na Páscoa) nem de visitar as casas onde crianças não colocam os sapatinhos ao pé da cama, lá onde andam descalças e dormem no chão. Bom seria se houvesse pessoas que durante o ano visitasse as comunidades carentes levando amor, carinho, educação, cultura e principalmente ajudando as pessoas a lutar  contra as drogas. Que visse em cada criança a figura de Jesus que precisa de ajuda, que precisa de saúde, escola e lazer decente…
Onde ficou aquele velhinho de barbas brancas, faces iluminadas de carinho dos nossos tempos de criança, que vinha carregado de presentes para o Menino Jesus do Presépio?
Era o Menino Jesus que repartia os presentes. Costume que ainda perdura em algumas famílias. Papai Noel traz os presentes e os entrega em nome do recém-nascido de Belém.
Revivia-se o pleno sentimento da profecia de Isaías: “Um menino nasceu entre nós” (Is 9, 5); Ele é o presente de Deus à humanidade, o motivo de nossa confraternização, manifestada na troca de presentes nesta Noite Feliz e de Paz.
É isso que Jesus quer e deseja de nós cristãos. E não que nos empanturremos com nossas Ceias, nossa externidade. Um Natal feito de muitos presentes e ilusões mas carente do amor de Deus.
O Natal tem seu verdadeiro sentido quando olhamos para o Papai do Céu que, ao invés de nos vender ilusões, nos dá de graça seu amor. Fez com que seu filho assumisse a nossa natureza e se igualasse a nós, exceto no pecado.
Ele nos entrega Jesus como presente. E não exige nada em troca senão amor. Amor tão grande a ponto de se entregar naCruz e nos salvar.
Só Jesus oferece a alegria que satisfaz. Só na presença de Deus há alegria verdadeira. A alegria que Jesus dá é ultra circunstancial. Ela brota no meio das lágrimas, cresce no desertoda vida, frutifica na dor e se mantém firme mesmo diante da morte. Por isso nós Assembleia de Deus Ministério Plenitude desejamos a todos boas festas e que acima de coisas materiais esteja a presença do Senhor em todos os corações pois esse é o bem mais valioso que o ser humano pode ter.